Mariana Silva

Mariana Silva licenciou-se na Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa e agora vive em Nova Iorque. Silva foi vencedora do prémio EDP Novos Artistas 2015 (Lisboa) e BES Revelação 2008 (Porto). Esteve em residência na Gasworks, Londres (2016), Zentrum Paul Klee Sommerakademie, Bern (2010) e ISCP, Nova Iorque (2009).
Apresentou o seu trabalho em: New Museum Triennial (2018), Nanyang Technological University Centre of Contemporary Art (Singapura), Gwangju Biennale (Coreia do Sul, 2016), Moscow Biennale (Russia, 2016), EDP Foundation (Lisboa, 2015), Astrup Fearnley Museum (Oslo, 2015), Parkour (Lisboa, 2014), e-flux, Nova Iorque (2013), Indie Film Festival (Lisboa, 2012), Whitechapel Gallery (Londres, 2011), Kunsthalle Lissabon, (Lisboa, 2011), Serralves (Porto, 2010 e 2008), entre outros.
De entre as suas exposições a solo destacam-se: “Pavilhão das Formas Sociais” (curadoria de Margarida Mendes), no Pavilhão Branco, Lisboa, 2018; “Olho Zoomórfico/Camera Trap”, na Fundação Gulbenkian, Lisboa, 2017; “For More Information”, na fluent, Santander, 2018 e “End User” na Galeria Francisco Fino, em 2019.

MACE