Pedro Barateiro

Pedro Barateiro nasceu em 1979, em Almada, Portugal. Actualmente vive e trabalha em Lisboa. Realizou o Mestrado em Artes Visuais (2006) na Malmö Art Academy, Suécia e estudou na Mamaus – Escola de Artes Visuais (2003-2005), Lisbon. Esteve em residência artística no na AIR – Antwerpen (2012), Bélgica; Palais de Tokyo (2008-09), Paris, França; e ISCP – International Studio and Curatorial Program (2007/08), Nova Iorque. Participou ma XXIX Bienal de São Paulo (2008), Brasil; 5th Berlin Biennale (2008), Alemanha; 16th Biennale of Sydney (2008), Austrália, Photo España (2008) e Busan Biennial (2006), Coreia do Sul.

Realizou exposições individuais e colectivas em diversas instituições públicas e privadas, das quais se destacam: A Current Situation (2015), Museu Colecção Berado, Lisboa; A Preface (2013), Frac Ile-de-France / Le Plateau, Paris, França; The Insides Are on the Outside (2013), SECS Pompéia, São Paulo, Brasil; Arqueológico (2013), Matadero, Madrid, Espanha; Ça & La (2012), Fondation d’entreprise Ricard, Paris, França; ReaKt – Views and Processes (2012), Capital Europeia da Cultura, Guimarães, Portugal; Theatre of Hunters (2011), Kunsthalle Basel, Suíça; Theory of Speech (2009), Casa Serralves – Museu de Serralves, Porto, Portugal; Amanhã não nasce ninguém (2009), MARCO – Museo de Arte contemporânea de Vigo, Espanha; Domingo (2008), Pavilhão Branco – Museu da Cidade, Lisboa; Art Nova (2006), Art Basel, Miami Beach, E.U.A.; What are we doing here? (2005), Spike Island Artspace, Bristol, Inglaterra; e Video Exchange/ Premuta de Vídeo (2002), Rosenberg Gallery & The Commons, New York University, Nova Iorque, E.U.A..

O seu trabalho está presente em diversas colecções públicas, tais como: Deusche Bank Collection, Alemanha; Fundação EDP, Portugal; Museu Serralves, Porto, Portugal; ARCO Foundation, Madrid, Espanha; BESart – Colecção Banco Espírito Santo, Lisboa, Portugal; Fundación “la Caixa”, Barcelona, Espanha; e Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, Portugal.

Viroc, madeira, duas cadeiras, tinta acrílica,
86 x 260 x 125 cm
Mdf, viroc, Papel Canson Montval 300 gr,
195 x 132 x 60 cm
Estrutura de metal, vidro, lápis dourados,
76,5 x 161 x 161 cm
Impressão Fotográfica (processo RA4),
151 x 121 cm
De Costas para o Público - De Frente para a CÉmara, 2007