Pedro Portugal

Nasceu em Castelo Branco, em 1963. Vive e trabalha em Lisboa. Durante dois anos, frequenta a Escola de Artes Decorativas António Arroio. Em 1985, formou-se em Pintura, pela Escola Superior de Belas Artes de Lisboa. É um dos fundadores, ainda durante o curso, em 1983, juntamente com os artistas Pedro Proença, Manuel Vieira e Xana, do grupo Homeostético. Realiza a sua primeira exposição individual em 1985, na galeria Módulo, em Lisboa. Em 1986, organiza e participa na exposição “Continentes”, a última acção do grupo Homeostético, na SNBA. Foi bolseiro da Fundação Luso-Americana em 1988, para a realização de uma viagem de estudo aos EUA. Em 1989, juntamente com Fernando Brito, João Paulo Feliciano e Manuel Vieira, funda o grupo Ases da Paleta, realizando uma exposição / happening na Galeria Quadrum. Em 1991, no âmbito das Festas da Cidade de Lisboa, realiza uma escultura efémera para a rotunda do Aeroporto, Eucalipto-Homenagem. Participa na Europália 91 com o tríptico Sala de Brincar, no Museum van Hedendaagse Kunst, em Gant. Participa, ainda, no polémico projecto de arte no espaço público “Além da Água”, no Distrito de Beja, em 1996-97, com a escultura Água de Alqueva, em Moura (retirada após processo judicial); com a obra Pivot, em Beja, e com o happening pintura Neve em Mértola. Dirigiu a campanha eleitoral de Manuel João Vieira para a Presidência da República Portuguesa em 2001. Foi membro da Direcção do MACE – Movimento para a Arte Contemporânea em Évora em 2000-02. Tem comissariado várias exposições e foi consultor para a Coleção de Arte Contemporânea da Portugal Telecom, de 1997 a 2007. As suas obras estão representadas nas coleções Caixa Geral de Depósitos, Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento, Fundação de Serralves, CAM-FCG, entre outras.

Acrílico sobre tela, 
139 x 114 cm
Acrílico sobre tela, 
200 x 250 cm