André Cepeda

André Cepeda (Coimbra, 1976) vive e trabalha em Lisboa. Começou a expôr e publicar o seu trabalho desde 1999, ano em que recebeu uma bolsa para uma residência no Espace Photographique Contretype, em Bruxelas, Bélgica. Em 2007 foi nomeado para o Prémio EDP Novos Artistas e em 2010, o BESPhoto e Trienal de Arquitectura de Lisboa. Em 2011 é um dos nomeados para o Paul Huf Award, Foam Fotografiemuseum Amsterdam e realizou uma residência artística de três meses em São Paulo com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian e a FAAP, publicando posteriormente o seu livro “Rua Stan Getz”. Em 2016 recebeu o prémio do Atelier-Museu Júlio Pomar/ EGEAC, com uma residência de artista na Residency Unlimited, NY.

O seu trabalho tem sido apresentado em diversas galerias, museus e instituições artistícas em vários países, nomeadamente Museu de Serralves, Chicago Architecture Biennial, Representação Oficial Portuguesa na 16ª Exposição Internacional de Arquitetura – La Biennale di Venezia; Faulconer Gallery, Grinnell, Iowa; House of Photography, Hamburg; MNAC – Museu Nacional de Arte Contemporânea, Lisbon; CGAC—Centro Galego de Arte Contemporánea, Santiago de Compostela; Calouste Gulbenkian Foundation, Paris; Cristina Guerra Contemporary Art, Lisboa; Galeria Pedro Oliveira;
Benrubi Gallery, NY; Fridman Gallery, NY; MNAC – Museu Nacional de Arte Contemporânea; Museu Oscar Niemeyer, Caixa Cultural, Rio de Janeiro e MASP – Museu de Arte de São Paulo.

É representado por Cristina Guerra Contemporary Art, Galeria Pedro Oliveira and Benruby Gallery in New York.

AC8
AC7
AC6
AC5
AC4
AC3
AC2
AC1